Portal Namazonia - Completo pra você

Sábado, 21 de maio de 2022
MENU

Ciência & Tecnologia

Elon Musk quer trazer tecnologia da SpaceX e Governo do Amazonas dá sinal verde

Homem mais rico do mundo quer vir ao país anunciar operações de satélites Starlink

Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Governo do Amazonas mantém contato com empresa do bilionário Elon Musk, dono da SpaceX, Tesla e Twitter, que manifestou interesse em iniciar operações da Starlink no estado. A Starlink é uma empresa do grupo SpaceX, que revolucionou os voos espaciais, com o reaproveitamento de foguetes. 

O governador Wilson Lima agradeceu o interesse de Musk em investir na Amazônia e destacou a importância do investimento. “Além de não abrir mão dos empregos gerados na ZFM, seguimos trabalhando para atrair novos investimentos.

Elon Musk demonstrou interesse em trazer investimentos para cá e vamos trabalhar para consolidar esse negócio. Venham conhecer a Amazônia. A Amazônia está chamando vocês”, afirmou o governador. No mês passado, o governador convidou também o megaempresário Jeff Bezos, da Amazon, a investir na Amazônia. Conforme ofício enviado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), a Starlink informou que pretende começar a prover serviços de banda larga a clientes no Brasil. O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Angelus Figueira, explicou que o Estado está trabalhando para atender ao pleito da Starlink. “Ontem mesmo tivemos uma videoconferência com representantes da empresa, em Nova York, e estamos em tratativas”, disse. 

Tecnologia – A Starlink usa satélites avançados em órbitas baixas e, segundo explica, possibilita chamadas de vídeo, streaming e outras atividades com velocidades de até 200Mb/s.

Faturamento e impostos – Com escritório em território brasileiro, a Starlink estima um faturamento de US$ 7,5 milhões. No primeiro ano, a expectativa é passar de 60 mil clientes, especialmente de estados do Sul e Sudeste. Como retorno ao Estado, a arrecadação de Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no início da operação pode chegar a R$ 97 milhões.

Créditos (Imagem de capa): Herick Pereira e Lucas Silva/Secom

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )