Portal Namazonia - Completo pra você

Sábado, 21 de maio de 2022
MENU

Amazonas

Demora na entrega de prontuários médicos no Hospital João Lúcio gera transtorno as vítimas de trânsito

Denuncia Diretor do CDVT AMAZONAS

Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O cotidiano da capital do Amazonas é intenso quando falamos de trânsito, principalmente devido ao crescente número de acidentes com vítimas todos os dias em Manaus. As estatísticas do governo mostram que houve queda no número de acidentes, porém o dia a dia nas vias mostram que no mínimo há controvérsias. Mas o que chama a atenção, são as vítimas destes acidentes que deixam marcas para uma vida e que nem sempre tem a atenção devida pelo poder público.

As ruas e estradas estão lotadas de veículos, majorando a quantidade dos acidentes. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), atualmente há cerca de 50 milhões de veículos em circulação no Brasil. Infelizmente, mesmo se você for um motorista prudente e que respeite todas as leis de trânsito, pode ser vítima de outros motoristas, seja por serem eles imprudentes, seja pela existência de limitações físicas, como visão reduzida, cansaço, reflexos lentos etc. Quem for vítima de acidente de trânsito tem direito de ser reparado pelos danos eventualmente sofridos no acidente.

Em entrevista ao Portal Namazonia, o diretor regional no Amazonas do CDVT- Centro de Defesa das Vítimas de Trânsito, Adelson Santos, informou que estão surgindo várias denúncias por parte das vítimas de acidentes de trânsito em relação a demora na entrega dos prontuários médicos por parte do SAME, setor responsável pela emissão do prontuário médico, do hospital João Lúcio, o que nos levou a fazer uma visita naquele estabelecimento para verificar in-loco se realmente estava ocorrendo esta situação.

"Estamos catalogando todas as denúncias e o Hospital João Lúcio sempre foi uma instituição de saúde referência em nossa cidade pela forma humana e profissional que sempre tratou os seus pacientes, inclusive acompanho o trabalho do seu diretor e tenho visto uma excelente gestão, por isto acredito que este deva ser um problema pontual que tão logo chegue a direção e da secretaria de saúde será resolvido", ressalta Santos.

Segundo informações colhidas com vítimas de trânsito, o hospital informa que só poderá entregar os prontuários médicos no prazo de 5 meses após a realização do pedido, o CRM de vários estados sinalizam que o prazo para entrega destes documentos deve ser de 15 a 30 dias. Não podemos esquecer que 80% das vítimas que sofrem acidentes de trânsito em no estado do Amazonas são profissionais autônomos e moto taxistas, pessoas que ficam sem trabalhar e não possuem o benefício do governo federal (INSS), tendo no seguro DPVAT, a única forma de indenização, ajudando no tratamento de saúde e nas despesas da casa.

A direção do Hospital João Lúcio informou que tem dificuldades na concepção do documento devido a Pandemia da Covid 19, já o CRM Amazonas, aguardamos resposta. 

"Oganizaremos todas as denúncias e entraremos com um ofício no hospital pedindo providências sobre este assunto, há relatos de pessoas que vão a pé de suas casas, por não terem dinheiro para a passagem de ônibus até o hospital por mais de 5 vezes em busca deste do documento e nunca está pronto" afirma Santos.

 

A vítima de trânsito que se sentir prejudicada e que não está conseguindo receber o seu prontuário médico pode efetuar a reclamação no CDVT através do WhatsApp 92 99147-3310 OU e-mail adelsonazevedosantos@hotmail.com

Fonte/Créditos: Anderson Cleuber - Portal Namazonia

Créditos (Imagem de capa): CDVT Amazonas

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )