Portal Namazonia - Completo pra você

Terça, 16 de agosto de 2022
MENU

Economia

Aprovado Requerimento para Audiência Pública sobra a privatização da Reman

Para debater e analisar a venda da Refinaria Isaac Sabbá - REMAN no Amazonas

Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Foi aprovado pela Comissão de Minas e Energia o requerimento em que o Deputado Federal Sidney Leite solicita a realização de Audiência Pública para debater e analisar a venda da Refinaria Isaac Sabbá - REMAN no Amazonas.

No requerimento, o Deputado Sidney Leite pede que sejam convidados os representantes do Ministério da Economia, do Ministério de Minas e Energia, o Coordenador Geral da Federação Única dos Petroleiros – FUP, o Coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Amazonas. Pede também que esteja presente uma pessoa da área de pesquisa do Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (Ineep) e uma pessoa Analista do DIEESE.

Na manhã de hoje, 15/06, representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Petrobras do Am e da Federação Unificada dos Petroleiros estiveram reunidos com o Deputado, para tratar sobre as condições e os riscos, que esta privatização que está sendo proposta representa para essas classes de profissionais. (Fotos anexadas)A data da audiência será definida em breve pela Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados.

A Reman é a única refinaria de petróleo da Petrobras na região Amazônica. Possui capacidade de processamento de 46 mil barris/dia e seus ativos incluem um terminal de armazenamento. Entre os principais produtos da refinaria, estão o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), nafta petroquímica, gasolina, querosene de aviação, óleo diesel, óleos combustíveis, óleo leve para turbina elétrica, óleo para geração de energia e asfalto.

A Refinaria Isaac Sabbá é uma das oito refinarias que a Petrobras colocou à venda como parte de uma obrigação do Termo de Compromisso de Cessação (TCC) assinado com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em 2019.

Fonte/Créditos: Assessoria de Comunicação

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )