Portal Namazonia - Completo pra você

Domingo, 26 de junho de 2022
MENU

Cultura

Após dois anos sem festa, Caprichoso e Garantido esperam o maior festival da história

Realização do Festival Folclórico no mês de junho de 2022 foi anunciada pelo governador Wilson Lima, nesta sexta-feira (11/03)

Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O anúncio da realização do 55º Festival Folclórico de Parintins, após dois anos, acendeu a expectativa de uma festa grandiosa e a maior de todos os tempos para os bois-bumbás Caprichoso e Garantido. O governador Wilson Lima confirmou, nesta sexta-feira (11/03), em cerimônia no Teatro Amazonas, que a maior manifestação cultural do Amazonas vai acontecer nos dias 24, 25 e 26 de junho.

 

No evento, o Governo do Estado anunciou um aumento no repasse de 50% para as agremiações, em relação a 2019, levando em consideração os impactos causados pela pandemia da Covid-19. Ao todo, R$ 10 milhões serão repassados, sendo R$ 5 milhões para cada agremiação folclórica. A cerimônia marcou também o anúncio do patrocínio da Coca-Cola em 2022.

 

De acordo com o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz, o festival é fundamental e vai além da festividade, isso porque movimenta uma cadeia econômica no interior que ficou totalmente prejudicada pela pandemia.

 

“Nós percebemos a eficiência do Governo do Amazonas nessa administração, permitindo assim a realização do evento. A gente segue a determinação do governador Wilson Lima de neste ano fazer o que será, certamente, o maior festival de todos os tempos, levando não só o folclore, a tradição do nosso estado, mas acima de tudo gerando trabalho, renda e qualidade de vida”, afirmou o secretário de Cultura e Economia Criativa.

 

Recomeço – O presidente do boi-bumbá Caprichoso, Jender Lobato, afirmou que a expectativa da nação azul e branca é a maior possível. Para ele, o festival representa resistência por meio da cultura, paixão e milhares de vidas que dependem da realização do Festival de Parintins.

 

“O Caprichoso preparou um grande espetáculo. O Caprichoso trabalhou muito, fez campanha para que todo mundo usasse máscara, campanha de vacinação dentro do curral, campanha para que a gente pudesse se proteger da Covid-19. Graças a Deus chegou o grande dia, esse dia vai ficar marcado na história como o dia do recomeço, o dia da recontagem do tempo que perdemos lá atrás”, destacou Jender Lobato.

 

O presidente do boi-bumbá Garantido, Antônio Andrade, descreveu o momento como um dia de felicidade e esperança pelos dois anos sem o festival folclórico. Ele espera o maior festival de toda a história de Parintins.

 

“Com certeza vai ser (o maior festival). Primeiro de público, eu vejo aquela cidade lotada de gente e vejo também esses dois anos se transformando num momento. É muita expectativa, muita vontade, muito querer, muita adrenalina também. E eu vejo um festival muito grande”, enfatizou Antônio Andrade.

 

Paixão – O estudante de Serviço Social, Patrick Lira, 23, conta que o tempo sem festival foi um período difícil para quem é apaixonado por Parintins. Nascido em Manaus com família parintinense, ele comparecia na festa desde 2017, antes da pandemia. Agora, a expectativa é retornar para o que promete ser a maior edição.

 

“A expectativa do festival este ano é a maior possível. A gente realmente quer ir vacinado, todo mundo protegido, porque a gente quer reviver essa emoção. Toda a galera do Garantido está com essa expectativa. E eu acho que este ano o festival vai voltar como um dos maiores festivais dos últimos anos”, declarou o estudante.

 

A torcedora do Caprichoso, Clice Moura, 37, revela que nunca chegou a conhecer a ilha, mas em 2022 realizará o sonho de acompanhar de perto o espetáculo.

 

"Acho que a palavra que mais descreve vai ser emoção. Emoção de uma festa tão bonita, de uma festa tão rica e que ajuda muitas famílias também, de várias maneiras. A gente vai estar lá por aqueles que se foram, que todo ano participavam e este ano não vão estar lá. Acho que emoção é o que descreve tudo isso", disse a torcedora.

 

Créditos (Imagem de capa): Herick Pereira | Divulgação/Secom

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )